Você está aqui: Home Cotidiano OCA: comerciantes contabilizam prejuízos

OCA: comerciantes contabilizam prejuízos

Camelôs relatam problemas com mudança de horário

A reclamação quanto ao novo horário de atendimento da OCA não se concentra apenas nos guichês, ganha adesão no Calçadão e no Terminal Urbano onde comerciantes e camelôs estão amargando prejuízo.

A OCA para o atendimento às 13h30min. A partir desse horário, o comércio que fica próximo não consegue vender nada. O comerciante Lenis Daniel disse que vendia até dois mil salgados por dia no antigo horário. Como não sabia que a clientela ia cair no período da tarde, manteve o mesmo nível de produção de salgados.

Só na primeira semana, a cada dia, ele perdeu 800 salgados. “Ninguém imaginava que os clientes do período da tarde sumiriam. Foi tanta sobra para o lixo que machucava ver tanta comida jogada fora”, reclamou.

O setor de alimentos é o mais prejudicado com a mudança do horário. Segundo o vendedor Ildivan Souza, as vendas caíram em 50%. “Quem tem funcionário já está pensando em reduzir os custos. Não dá para ficar assim”, questionou.

A revolta é geral entre os comerciantes do Calçadão. A vendedora Cleonice Barbosa chegou a afirmar que, se continuar assim, pode fechar o comércio no período da tarde. “Estamos abrindo porque é o jeito, mas não vendemos nada”, explicou.

O vereador Carlos Juruna, que é presidente do Sindicato dos Camelôs, disse que tentou mostrar aos membros do governo o prejuízo dos comerciantes e de quem precisa dos serviços da OCA. Não adiantou.

O sindicato apresentou uma proposta: a OCA abriria às 9 horas e fecharia às 15 horas. Deu um prazo até o dia 2 de março para uma resposta do governo.

Se a OCA continuar fechada no período da tarde, os comerciantes prometem fazer uma “grande manifestação” no centro da cidade fechando várias ruas. Enquanto isso, o vereador Roberto Duarte torce para que uma ação popular, impetrada por ele, retorne com o antigo horário da OCA. O processo está na Justiça aguardando uma decisão liminar.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado