Você está aqui: Home Cotidiano “Não chega nem a metade dos pedidos”

“Não chega nem a metade dos pedidos”

Vistoria de instituições expõe qualidade da gestão

Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Regional de Medicina e Ministério Público revelam, através de uma vistoria, o caos no atendimento e gerenciamento do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco.

Os representantes das entidades envolvidas na vistoria ficaram assustados com que viram. O grupo encontrou superlotação na área de observação de adultos com 50 pessoas numa mesma ala. Na enfermagem cirúrgica, 15 pacientes estavam em cima de macas no corredor. Faltam médicos, enfermeiros e técnicos.

Um mesmo médico cuida de dois setores. Na emergência clínica são 12 leitos e apenas um profissional. Se dois pacientes passarem mal ao mesmo tempo o médico escolhe apenas um para tentar salvar a vida.

Segundo relato do presidente do CRM/Acre, Virgílio Prado, estavam faltando vários medicamentos, e ao interrogar os funcionários verificou-se que a secretaria de saúde é a maior responsável pela falta dos remédios. “A direção do pronto socorro pede uma determinada quantidade e o que chega muitas vezes não é a metade do pedido. Por isso, logo as prateleiras da enfermaria estão vazias”, alertou.

O remédio Clindamicina, usado para tratar infecção, é um dos que mais falta no Pronto Socorro. O paciente que tiver R$ 80 para pagar numa caixa vai conseguir a cura mais rápida. Quem não tem vai ficar com o estado de saúde agravado.

A situação dos medicamentos é tão grave que o promotor de Justiça, Glaúcio Oshiro, decidiu que a partir de agora a direção do Huerb vai ter que enviar, a cada 15 dias, relatório com a cópia do pedido de remédios para a secretaria de Saúde e a quantidade atendida.

O CRM, a OAB e o Ministério Público vão produzir relatórios com que verificaram e vão entregar a secretaria de saúde exigindo as melhorias. Não mudando, o quadro a saída será a via judicial com a responsabilização dos gestores públicos.

A secretaria de Saúde informou que não foi notificada sobre a vistoria e, por isso, não tem como se pronunciar.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado