Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019
Você está aqui: Home Cotidiano VII Quinzena da Mulher Negra acontece em Rio Branco

VII Quinzena da Mulher Negra acontece em Rio Branco

Evento debate luta da mulher negra

Entidades sociais, em parceria com a prefeitura de Rio Branco e Governo do Acre, realizaram na manhã desta terça-feira (16) a abertura oficial da VII Quinzena da Mulher Negra. 

Serão 15 dias de uma programação extensa com encontros, debates, rodas de conversas e capacitações com temas sempre direcionados a luta da mulher negra. 

“É muito importante que todas as associações, grupos de mulheres, participem dessas atividades que a gente está falando duma coisa real, de uma coisa que acontece no dia-a-dia, da violência obstétrica, da violência contra as mulheres, do feminicídio, das mortes das mulheres num estado que é altíssimo de violência contra a mulher”, explicou a gerente do Departamento de Políticas para Mulher, Lidiane Cabral.

Com o tema "vidas negras importam", a advogada Lúcia Ribeiro, vai ministrar a primeira palestra do encontro. “As mulheres negras, os homens negros, os jovens negros, são as principais vítimas dessa criminalidade e é importante pensar políticas públicas em termos universais, mas também especificas para poder corrigir essa distorção”.

Desde 2014, que no Acre, 25 de Julho é lembrado por ser o dia da Mulher Negra. A data foi instituída para fortalecer as ações voltadas a essas mulheres. 

 

 

VII Quinzena da Mulher Negra acontece em Rio Branco

Evento debate luta da mulher negra

Entidades sociais, em parceria com a prefeitura de Rio Branco e Governo do Acre, realizaram na manhã desta terça-feira (16) a abertura oficial da VII Quinzena da Mulher Negra.

Serão 15 dias de uma programação extensa com encontros, debates, rodas de conversas e capacitações com temas sempre direcionados a luta da mulher negra.

“É muito importante que todas as associações, grupos de mulheres, participem dessas atividades que a gente está falando duma coisa real, de uma coisa que acontece no dia-a-dia, da violência obstétrica, da violência contra as mulheres, do feminicídio, das mortes das mulheres num estado que é altíssimo de violência contra a mulher”, explicou a gerente do Departamento de Políticas para Mulher, Lidiane Cabral.

Com o tema "vidas negras importam", a advogada Lúcia Ribeiro, vai ministrar a primeira palestra do encontro. “As mulheres negras, os homens negros, os jovens negros, são as principais vítimas dessa criminalidade e é importante pensar políticas públicas em termos universais, mas também especificas para poder corrigir essa distorção”.

Desde 2014, que no Acre, 25 de Julho é lembrado por ser o dia da Mulher Negra. A data foi instituída para fortalecer as ações voltadas a essas mulheres.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado