12 Outubro 2017 Written by 

A disputa entre o vereador Jackson Ramos e o deputado Raimundinho da Saúde é por espaço político. Jackson vai tentar seguir para Aleac. Nessa luta, tirar bandeira do outro é o mínimo que se faz.

Ameaça

Deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) ameaçou se afastar de todas as discussões sobre o Pró-Saúde quando soube das críticas feitas a ele pelo vereador Jackson Ramos (PT), que disse que a confusão do Pró Saúde foi provocada por denúncias de Raimundinho quando este era sindicalista.

História

Na verdade, o destino do Pró- Saúde estava selado desde a origem. O projeto de criação da Para- Estatal jamais poderia ter sido aprovado pelo Legislativo. Não poderia nem ter passado nas comissões. Só o foi porque a base de sustentação do governo Binho Marques (PT) atuou como todas as bases governistas: cumpriu cegamente a determinação do Executivo.

Distorção

A ideia do Pró-Saúde não era de todo má. A intenção inicial era pagar salários atrativos para que especialistas fossem prestar serviços em localidades isoladas. O problema é que depois passou a ser usado como cabide de empregos. E foi aí que começaram as denúncias.

Disputa

A disputa entre o vereador Jackson Ramos e o deputado Raimundinho da Saúde é por espaço político. Jackson, menino dos olhos do governador Tião Viana (PT), vai tentar subir um degrau político, passando de vereador para deputado estadual e, nessa luta, tirar bandeira do outro é o mínimo que se faz. Do pescoço para baixo, tudo é canela.

Apostas

Manoel Marcos (PRB). Deputado federal. Podem apostar.

E Alan

E Alan Rick... em princípio

Ouviu...

O episódio do rompimento do desvio do Igarapé Fundo teve situações inusitadas, além das três pessoas feridas. O prefeito Marcus Alexandre ouviu o que não quis da comunidade. A revolta dos moradores da Estrada do Quixadá se fundamentou em dois aspectos: a demora nas obras de conclusão da ponte e o investimento que a Prefeitura de Rio Branco fez na construção do Arrancadão, um local estruturado para prática de corridas de carro e motos. “Tanta coisa para se fazer e vocês construindo lugar para ficarem dando cavalo de pau. Nós moramos aqui, rapaz. Precisamos de estrada”.

... e falou

Isso era gritado de um lado da estrada. O prefeito estava em outro. Uma conversa foi feita e as arestas com a comunidade (parece) foram momentaneamente aparadas. Sobrou até para vereador da oposição que tentou capitalizar a situação. “E aqui você não se cria também, não”, vociferou uma mulher ao vereador Roberto Duarte. A situação foi tensa.

Stress

O stress foi grande entre o prefeito e assessores. Mas, ainda pela manhã o trânsito já havia sido liberado pelo desvio.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado