Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019
08 Setembro 2018 Written by 

São essas ironias que a política promove: quem salvou a vida de Bolsonaro é um médico que trabalha para um sistema que o candidato quer acabar, caso eleito.

Festival...

O senador, pastor e cantor gospel Magno Malta (PR-ES) foi um dos primeiros a se manifestar sobre o atentado contra Jair Bolsonaro (PSL), e compartilhou nas redes sociais dele uma montagem em que a foto de um apoiador de Lula foi substituída pela de Adélio Bispo de Oliveira, o homem que esfaqueou Bolsonaro. Na foto mentirosa (uma montagem tosca), Adélio aparece junto a Lula. O principal articulador da candidatura de Bolsonaro retirou a foto após ser alertado pela assessoria.

... de besteiras

Por aqui, foi o Ulysses Araújo, o candidato ao governo e defensor de Bolsonaro, que gravou um vídeo, acusando a esquerda de estar por trás do atentado. Vem processo por aí.

E por falar em Ulysses

O chamamento em solidariedade a Bolsonaro feito pelo candidato Ulysses Araújo reuniu 30 pessoas, em uma contagem generosa. É um retrato da relação indireta entre os votos que o capitão do Exército com Gladson Cameli. No Acre, quem vota em Bolsonaro quase sempre não vota em Ulysses.

Insana

A campanha eleitoral no Brasil, definitivamente, acertou o caminho do hospício. Não bastasse o ataque a Jair Bolsonaro, vem o cabo Daciolo anunciar uma greve de fome para "entregar a nação a Deus". O candidato do Patriotas afirma que o "inimigo" do Brasil está no astral.

Campeão

O atentado contra Bolsonaro foi o assunto mais comentado nas redes sociais. A hashtag com o nome do candidato alcançou 1,4 milhão de twitters nas 24 h que sucederam ao ataque.

Coincidências

Bolsonaro foi salvo pela Lei que quer revogar e pelo sistema que quer acabar em nome da modernização. Se a proibição do armamento tivesse sido revogada, ele provavelmente teria sido morto a tiros.

Coincidências II

O médico que salvou a vida do candidato, estancando a hemorragia e adotando os procedimentos emergenciais, é um médico do SUS.

Ironias

São essas ironias que a política promove: quem salvou a vida de Bolsonaro é um médico que trabalha para um sistema que o candidato quer acabar, caso eleito.

Sugestões, críticas e informações  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado