08 Novembro 2018 Written by 

Há uma conta que não fecha. O Governo do Acre tem encontrado dificuldade em manter em funcionamento a estrutura da máquina pública: é problema no Samu, no Iapen, no Huerb, no cafezinho das secretarias. No entanto, a arrecadação de ICMS só aumenta.

Acordo...

Depois da tentativa fracassada de ontem para votar as matérias de interesse do Executivo, o líder do governo se obrigou a descer do salto e buscar um entendimento com a oposição. Jogou a isca de que se aprovarem os projetos do atual governo, ele se compromete a conseguir os votos necessários para a aprovação dos projetos de interesse do futuro governador.

... de cavalheiros

A oposição concordou, mas manteve o pé atrás com a súbita bondade do líder. O governo Gladson Cameli também vai jogar pesado: quer nada menos que uma reforma administrativa aprovada agora no final do ano, para iniciar o mandato sem problemas. A reforma extingue secretarias e faz fusões.

Definido

“Deixa se articular”. O comentário foi feito por um apoiador do nome de Nicolau Júnior (PP) para a presidência da Assembleia Legislativa e se referia aos esforços que o também candidato do PP, Gehlen Diniz vem fazendo para se eleger presidente do Legislativo. Em livre tradução isso significa: Gladson já escolheu o cunhado.

Com ...

A deputada Juliana Rodrigues (PRB) é de uma fidelidade canina ao governador Tião Viana (PT). Mas, a fidelidade dela e do grupo têm prazo de validade e expira no dia 31 de dezembro. A partir de fevereiro de 2019, comporá a base de sustentação de Gladson Cameli (PP).

... a gente

A expressão “com a gente”, referindo-se ao apoio do grupo Igreja Universal, foi proferida numa reunião do grupo de Gladson por um parlamentar que informou, inclusive, que o atual presidente da Câmara de Vereadores e deputado federal eleito, pastor Manoel Marcos, já se comprometeu com o novo governo.

Reencontro

As composições para o apoio ao novo governo vão recolocar na mesma mesa o deputado Alan Rick (DEM) e seus desafetos Tião Bocalom (PSL), que ele expulsou do Democratas, e o pastor Manoel Marcos que o expulsou do PRB. Para o deputado que venera a Bíblia, cai bem a citação: quem com ferro fere, com ferro será ferido.

Reencontro II

No caso de Alan, ele feriu Bocalom e foi ferido por Manoel Marcos. Agora estão todos no mesmo balaio e em pé de igualdade com Manoel Marcos, na mesma Câmara dos Deputados em Brasília.

Não fecha

Há uma conta que não fecha. O Governo do Acre tem encontrado dificuldade em manter funcionamento a estrutura da máquina pública: é problema no Samu, no Iapen, na Huerb, no cafezinho das secretarias. Onde há governo, há problemas de custeio da máquina pública. No entanto, a arrecadação de ICMS só aumenta.

Antes...

Antes de um assessor mais apressado argumentar que isso pode indicar uma economia aquecida, é bom o dito repensar a fala. Não convence nem aos próprios ouvidos. De forma imediata, duas pontas estão sendo castigadas: as empresas e o consumidor. Este, então...!

Discriminando, em milhões (R$)

Fontes extra-oficiais contabilizam as seguintes cifras do ICMS em 2018: em janeiro R$ 114 milhões; em fevereiro, R$ 90 milhões; em março, R$ 107 milhões; em abril R$ 92 milhões; em maio, R$ 99 milhões; em junho, R$ 92 milhões; em julho, R$ 113 milhões; em agosto, R$ 112; em setembro, R$ 108 milhões; em outubro, R$ 118 milhões.

Acumulado

O acumulado em 10 meses soma R$ 1,046 bilhão. Isso torna a recente redução de R$ 70 milhões dos repasses federais uma brincadeira sem graça.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado