Você está aqui: Home Esporte Agora é a vez de a Bahia sentir a força do Galo Carijó

Agora é a vez de a Bahia sentir a força do Galo Carijó

A equipe acriana se prepara para enfrentar o Juazerense

O Atlético Acreano volta a campo no próximo sábado contra o Juazerense. Em maio, a equipe acriana goleou o time baiano por 5 a 0. Respeito e concentração são as palavras que resumem o espírito do Galo durante os preparativos para o jogo fora de casa.

Nesta terça-feira (10), os jogadores do Atlético voltaram a treinar no Estádio Florestão, palco da última vitória da equipe sobre o Náutico. No domingo, com gols de Alfredo e Eduardo, o Galo Carijó garantiu a permanência na liderança do grupo A da série C. O placar de 2 a 1 não foi tarefa fácil.

Agora, o desafio é superar o Juazerense. No primeiro encontro com o time no mês de maio o placar foi de 5 a 0 para o Atlético, mas agora na casa do adversário pode ser bem diferente. Por isso, é preciso manter o respeito e o foco.

"A gente sabe que fomos felizes aqui dentro com placar elástico contra eles, mas cada jogo é diferente. Com certeza é uma nova história, a situação das equipes é diferente, brigando pra não cair, e a gente lutando pra se manter. Ainda mais jogo fora que a gente sabe que a dificuldade é maior ainda, então é manter o mesmo cuidado e atenção a mais pra fazer um grande jogo", comenta o jogador Neto.

"Aqui não tem salto alto. Nós sempre trabalhamos em busca de um melhor resultado. Se você se desconcentra um pouco acaba acontecendo o que houve no estadual. Alguns jogadores estavam com a cabeça em outro lugar, a bola não entrava, perdiam muitos gols, o goleiro falhava, quer dizer, o resultado não vem. Você tem que estar concentrado, trabalhar forte no dia a dia para os resultados virem. É o que está acontecendo agora e o que aconteceu em 2016 e 2017", disse o técnico Álvaro Miguéis.

No domingo, Rafagol e João Marcos ficaram de fora da partida. João estava se sentindo mal, gripado e Rafael, com dores no tornozelo, devido a um choque com outro jogador no treino de apronto. Eles também não viajam para a Bahia. Eduardo também deve ser poupado e não embarca com a equipe.

"Complicado pra gente que tá acostumado a ficar dentro do campo. Mas, faz parte, as lesões, pancadas vem e tem que se acostumar. É torcer pra equipe vencer como graças a Deus venceu na última partida", comentou Rafagol.

Paralelo à busca pelo título o Atlético também corre atrás do valor de R$ 400 mil correspondente ao empréstimo do jogador Careca, ao Cruzeiro. Até agora o clube mineiro não fez o repasse e não faltou cobrança. "O Geison conversou e até a última vez que soube ainda não entraram num acordo", afirmou o técnico.

 

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado