Quinta-Feira, 24 de Outubro de 2019

Artigos

Baleia encalha e morre em praia do Ceará

Animal mede aproximadamente 16 metros

Uma baleia cachalote de aproximadamente 16 metros encalhou na manhã da última quarta-feira, 1°, na praia dos Curimãs, localizada no município de Barroquinha, 413,3 km de Fortaleza. Pescadores disseram aos técnicos do Projeto Biomade que o animal chegou vivo no local, mas morreu em seguida. A operação de enterramento da baleia acontece nesta sexta-feira, 3.

De acordo com a coordenadora técnica do Projeto Biomade, Werlanne Magalhães, equipes foram acionadas ao local pelo presidente da associação de pesca de Barroquinha e, juntamente com a Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos (Aquasis) do Ceará, analisaram o animal e constaram que se tratava de uma cachalote, maior dos cetáceos com dentes e maior animal do planeta com dentes.

A cachalote, embora seja conhecida como baleia, é da família dos golfinhos e só é chamada assim devido ao seu enorme tamanho, podendo atingir até 20 metros e pesar até 40 toneladas. Após o isolamento do local, o Biomade iniciou uma articulação com a Prefeitura e Marinha para enterrar a baleia. “É o procedimento mais correto nesses casos, pois sendo um mamífero, esse animal pode transmitir doenças ao seres humanos”, explica Werlanne.

A causa da morte da baleia ainda não foi descoberta.William Rodriguez Schepis, diretor do Instituto Eco Faxina, acredita que vários motivos podem ter ocasionado o encalhe da cachalote, desde afogamento por ingestão de lixo ou aparelhos de embarcações. ''Essas baleias que nadam muito fundo sofrem com atividades de prospecção de pretróleo, pois algumas embarcações trabalham com aparelhos de som muito fortes, que deixam os animais desorientados'', completa.

Litoral

Segundo Werlanne Magalhães, o número de encalhes de animais marinhos no litoral piauiense, cearense e maranhense cresce. “É uma preocupação que requer mais estratégias de conservação na região. A parceria com outras ONGs é importante para nós somarmos e dividirmos conhecimentos em prol da pesquisa e conservação do meio ambiente”.

Em agosto deste ano, uma baleia Jubarte de quase nove metros encalhou na praia de Flexeiras. Equipes de biólogos trabalharam para manter o animal vivo, mas ele não resistiu e morreu três dias depois.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado