Percentual de famílias endividadas recua

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostra que o percentual de famílias com dívidas alcançou 60,2% em abril, uma queda em relação aos 61,2% observados em março. Houve redução também em relação a abril de 2017, quando o indicador alcançou 62,1% do total de famílias.

O estudo destaca que a proporção das famílias com dívidas ou contas em atraso diminuiu este mês, atingindo 25% das famílias, ante 25,2% em março. Na comparação com abril de 2017, houve queda de 0,4 ponto percentual.

“A redução do endividamento observada ao longo do primeiro quadrimestre deste ano reflete um ritmo menor de recuperação do consumo das famílias”, afirma Marianne Hanson, economista da CNC.

Já a proporção de famílias que declararam não ter condições de pagar as suas contas ou dívidas em atraso e que, portanto, permaneceriam inadimplentes passou de 10,0% em março para 10,3% em abril de 2018.

“A taxa de desemprego ainda bastante alta ajuda a explicar a dificuldade das famílias em pagar suas contas em dia”, complementa a economista.

Mais uma vez, o cartão de crédito aparece como a principal forma de compromisso, apontado por 76,1% das famílias endividadas. Em seguida, vêm os carnês (16,5%) e, em terceiro lugar, o crédito pessoal (10,4%).

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado