Você está aqui: Home Polícia Polícia identificou que pistola está no nome de agente penitenciário

Polícia

Polícia identificou que pistola está no nome de agente penitenciário

Arma foi encontrada durante revista no presídio

O balanço prévio de uma revista ocorrida nesta terça-feira (10) no Presídio Francisco de Oliveira Conde é de apreensão de 8 celulares, mais de 70 estoques e 1 arma de fogo. Policiais civis e militares foram chamados para a ação ocorrida no Pavilhão A da unidade, onde ficam presos do regime fechado.

Segundo o diretor do Iapen, Martin Hessel, uma sindicância vai apurar como a pistola com munições intactas entraram no presídio. “Numa situação específica conseguimos localizar essa arma de fogo que estava com 37 munições. De imediato foi comunicado a Polícia Civil, através do delegado que coordenava a Polícia Civil na operação. Imediatamente se iniciaram as investigações. A gente espera que tão logo localize, identifique o responsável por isso, possamos tomar as medidas adequadas”, afirmou.

A pistola estaria cadastrada no nome de um agente penitenciário.

O clima é tenso no presídio da capital, diariamente policiais civis e militares reforçam a segurança. De acordo com o diretor do Iapen, a revista é uma das ações preventivas para evitar investidas das facções criminosas que em outros estados já terminaram com várias mortes de presos.

“A gente tem acompanhado Brasil afora a crise no sistema penitenciário, com exemplos de Amazonas e Roraima com mortes. Aqui no Acre a gente vem desde o ano passado, desde meados de setembro, reforçando essa parte de segurança, fazendo revistas semanais, ordinárias e conseguido retirar esses objetos ilícitos, o que tem dificultado qualquer tipo de ação. Temos reforçado a segurança com mais agentes penitenciários, mais policiais militares, reforçando guaritas, temos feito rondas noturnas e diurnas”, disse.

Outra medida que deve impactar ainda mais o presídio Francisco de Oliveira Conde é a implantação do serviço de bloqueio de sinais radiocomunicadores. Porém o governo ainda não tem previsão de quando os bloqueadores de celulares serão instalados.

De acordo com o Secretário de Segurança Pública, Emylson Farias, uma nova licitação foi aberta para contratar o serviço. "Bloqueador passa por um processo licitatório. No ano passado foi lançado edital, a licitação deu deserta, nenhuma empresa se habilitou. Lançamos nova licitação marcada para o dia 16 de janeiro, se nenhuma empresa se habilitar vamos fazer a compra direta através de pregão eletrônico", afirmou.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado