Você está aqui: Home Polícia Nova preocupação para o trânsito: quadriciclos

Polícia

Nova preocupação para o trânsito: quadriciclos

Este ano, houve duas mortes no Acre com esse tipo de veículo

As autoridades de trânsito do Estado estão diante de um novo problema: acidentes envolvendo quadriciclos. Em 2018, por exemplo, duas pessoas perderam a vida utilizando esse tipo de veículo. A última foi uma criança de 10 anos em uma fazenda localizada na Estrada Transacreana, no último fim de semana.

Em fevereiro, um homem sofreu traumatismo craniano após cair de um quadriciclo também na região da Transacreana. Na ocasião, a vítima e o condutor tinham ingerido bebida alcoólica.

Tanto no caso do início do ano como no do último fim de semana, os condutores serão indiciados por homicídio culposo, isto é, sem intensão de matar na condução de veículo automotor e podem pegar pena de 6 a 20 anos de prisão, além da suspensão da carteira de habilitação.

Com a proximidade da Cavalgada, que abre a Expoacre 2018, a preocupação com o uso correto de quadriciclo é constante entre as autoridades, principalmente pela mistura de álcool e direção. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AC), a junção cavalgada, álcool e direção aumentam as estatísticas de acidentes de trânsito relacionados a quadriciclo.

"No caso da Cavalgada, a autoridade de trânsito faz a liberação apenas para aquele evento. Ao final, assim como no entorno da via é proibido qualquer pessoa transitar sobre o quadriciclo", lembra Carlos Jorge, agente de trânsito.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) determina que o condutor de quadriciclo deve ser habilitado na categoria B. Além disso, o CTB proíbe o uso do veículo no perímetro urbano e rodovias.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado