Você está aqui: Home Política “Cameli desonrou compromisso firmado pela unidade”

Política

“Cameli desonrou compromisso firmado pela unidade”

Nota do MDB pontua processo que provocou divisão

O presidente da Comissão Executiva do Diretório Estadual do MDB no Acre, deputado federal Flaviano Melo, divulgou uma nota pública no início da tarde deste sábado (16), após a frustrada tentativa de emplacar o nome do indicado a pré-candidato a vice na chapa de Gladson Cameli, o ainda sem partido coronel Ulysses.

O tom da nota está um pouco acima do que costuma usar em declarações públicas. Flaviano Melo é conhecido por ser econômico nas palavras e sempre respeita aquilo que a estratégia e a diplomacia possam lhe garantir de melhor.

A nota evidencia, ponto a ponto, o processo de construção que se chegou ao nome de Ulysses, “acompanhadas meticulosamente pelo senador do PP”.

O roteiro da nota pode ser resumido da seguinte forma: o MDB foi convidado a participar das articulações, cooperou, indicou o nome a vice (com respaldo do pré-candidato Cameli) e foi traído. E, para finalizar, uma discreta ironia. “O MDB reafirma, também, por derradeiro, que permanecerá no lugar político onde sempre esteve: contra o ideário da Frente Popular do Acre”.

Uma referência sutil para dizer que Gladson Cameli já fez parte do grupo que hoje tenta tirar do poder. A íntegra da nota está a seguir.

NOTA PÚBLICA DO MDB

É inegável o forte apelo exercido nas forças de oposição pela ideia de unidade da candidatura ao Governo do Acre.

Frente ao fato, o pré-candidato pelo PP, senador Gladson Cameli, solicitou a ajuda do MDB para buscar esse objetivo.

Diante de tarefa tão importante, o MDB escalou suas lideranças mais relevantes, os deputados federais Flaviano Melo e Jéssica Sales, no ato representada por seu pai, Vagner Sales, para enfrentarem esse desafio. Alguns membros da Executiva Estadual do Partido também auxiliaram no empreendimento.

Os contatos foram mantidos com o candidato coronel Ulysses, sem partido, no sentido de unificar, na mesma chapa, o senador Gladson Cameli, candidato a governador, e o coronel Ulysses, candidato a vice. As tratativas, acompanhadas meticulosamente pelo senador do PP, tiveram pleno êxito.

No dia 12 de março, o senador Gladson Cameli foi à residência do Coronel Ulysses e, diante de sua família e das lideranças do MDB, efetuou formalmente o convite. Ficou pactuado, ainda, que o convite público ao coronel Ulysses seria feito no dia 15 do corrente mês, no Hotel Pinheiro, assegurada sua aceitação.

Todavia, sem qualquer comunicação prévia, o senador Gladson Cameli desonrou o compromisso firmado pela unidade das oposições e adotou atitude diversa da pactuada sob seu próprio comando.

Diante desses fatos, o MDB do Acre comunica aos cidadãos acrianos seu afastamento da aliança com a pré-candidatura de Gladson Cameli.

Todas as nossas lideranças, prefeitos, vereadores e dirigentes partidários do MDB do Acre são agora chamadas para um fórum ampliado, na próxima sexta-feira, 23 de março, onde serão discutidos os próximos passos do partido.

O MDB reafirma, também, por derradeiro, que permanecerá no lugar político onde sempre esteve: contra o ideário da Frente Popular do Acre.

Comissão Executiva do MDB no Acre

Dep. Fed. Flaviano Melo

Presidente Estadual

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado