Você está aqui: Home Política Governo do Acre quer privatizar silos graneleiros

Política

Governo do Acre quer privatizar silos graneleiros

Lei que permite venda foi aprovada há dois anos

Os silos graneleiros incentivaram a produção de grãos no Acre, mas se tornaram dor de cabeça para o governo. Quando construídos foram entregues para cooperativas de produtores rurais que sem recursos não conseguiam fazer a manutenção dos silos e sobrava para o estado comprar peças, recuperar máquinas e pagar funcionários.

Em 2016, o governo sancionou uma lei que permite a privatização dos silos, nas mãos da iniciativa privada seria um custo a menos para o estado. Só que para privatizar o governo precisava elaborar um laudo de avaliação que só ficou pronto no início desse mês. Agora é fazer o edital e esperar os interessados.

Ao todos são 6 silos que ficam nos municípios do Alto e Baixo Acre, onde as terras são próprias para o plantio de milho e soja. Segundo o secretário de Agricultura, José Carlos Reis, o primeiro a ser privatizado será o de Brasileia, com capacidade de armazenamento de 5 mil toneladas.

O governo investiu R$ 4,4 milhões na construção do silo. “Quem conseguir a concessão vai poder explorar o silo por 20 anos, pagando uma pequena taxa mensal que não deve passar de R$ 2 mil. Em compensação, vai cuidar do empreendimento e sem gerar custo ao Estado e ainda incentivar a produção”, declarou Reis.

A decisão do governo vem gerando críticas porque a privatização vai beneficiar apenas os grandes produtores. Quem vive da agricultura familiar e usava o silo agora não vai ter o mesmo espaço. Se, conseguir, vai pagar mais caro.

Para esses produtores a secretaria de Agricultura disse que a alternativa é usar os armazéns da Cageacre em cada município. Como ainda será publicado o edital e feita uma licitação é bem provável que a privatização dos silos não aconteça esse ano.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado