Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020
Você está aqui: Home Cotidiano Acisa aponta impacto da Covid-19 na economia do estado

Acisa aponta impacto da Covid-19 na economia do estado

Expectativa dos empresários acreanos não é boa

A Associação Comercial do Acre (Acisa) divulgou nesta sexta-feira (3) dados referentes a pesquisa realizada com 90 empresários sobre o impacto da pandemia de Covid-19 na economia do estado. Os dados foram coletados entre os dias 1° e 2 de abril, com empresas que faturam entre até R$ 1 milhão por ano e acima de R$ 50 milhões por ano. Mais de 50% dos entrevistados são do setor do comércio.

Através do decreto n° 5465, muitas empresas tiveram que fechar as portas para garantir o isolamento social, embora este não seja o caso do empresário Júnior Sperotto, que trabalha com um serviço considerado essencial (tem uma distribuidora de alimentos e bebidas), a pandemia já teve reflexo na empresa dele.

“Nossa operação financia o varejo, pois vendemos a prazo no boleto, e tem crescido a inadimplência por parte de nossos clientes. Outro ponto é a gestão de pessoas, os empregados estavam muito assustados com tudo, mas aos poucos foram se acalmando mais, temos enviado todos os esforços aqui na empresa para trazer informação de qualidade e evitar estresse causado especialmente por fake news ou até exageros em certas informações. Claro, também falando de boas práticas e mantendo fornecimento de álcool e máscaras”, contou o empresário.

De acordo com o levantamento da Acisa, as expectativas não são boas. Dos entrevistados, 34,8% projetam perdas de até 50% nos próximos dias, 27,2% projetam perdas de até 75% e 18,5% projetam perda total das receitas.

Quanto à possibilidade de demissão, 87,2% acreditam que podem demitir até 20 pessoas, 10,5% entre 30 e 50 pessoas e 2,3% entre 50 e 100 pessoas.

Para superar a crise 26,1% dos empresários disse que vai fazer corte de custo, 21,7% vão renegocias dividas, 19,6% pensam em novas estratégias comerciais e 17,4% pensam em reduzir o quadro de funcionários.

“Acredito que a médio prazo teremos um "esfriamento" de toda a economia do nosso estado e isso gera uma reação em cadeia, as pessoas que estão perdendo renda, vão consumir menos, o varejo vai vender menos, nós iremos vender menos e consequentemente arrecadar menos impostos aos cofres públicos. Temos mantido em nosso planejamento não demitir ninguém, mas, tudo dependerá de como se comportará o mercado nos próximos meses”, completou Sperotto.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado