Segunda-Feira, 06 de Julho de 2020
Você está aqui: Home Cotidiano Mãe e filho precisam se adaptar a rotina de aulas online

Mãe e filho precisam se adaptar a rotina de aulas online

"Tento fazer com que ele goste desse tipo de aula"

As escolas, faculdades e centros educacionais precisaram suspender suas atividades presenciais por causa da pandemia do novo coronavírus, bem como outros serviços não essenciais.

Com isso, algumas dessas instituições passaram a trabalhar com os alunos na forma de ensino à distância, conhecido como EaD, onde as pessoas estudam através de computadores ou tablets conectados na internet.

Sara Braga é mãe do Benício, de 6 anos, e precisou, junto ao filho, se adaptar à nova forma de ensino da escola. "Ele tem aula todos os dias na parte da manhã. A aula é curta e a professora dá seu máximo, mesmo assim é pouco tempo e o assunto não é tão aprofundado", destaca.

Estudando no 2° ano do ensino fundamental 1, o pequeno aprendeu a ler e escrever nos anos anteriores. "Benício tá na fase de aprender letra cursiva e, isso não tem como ser on-line. Então eu tiro um tempinho na parte da tarde e treino muito com ele. Depois treino leitura e interpretação de texto, para ele não ficar parado".

Com relação ao desempenho do filho, Sara acredita que não têm como se manter no mesmo nível das aulas presenciais, já que é mais difícil para a professora controlar 20 crianças no computador. "Na aula presencial a professora acompanha um aluno de cada vez, olha a letrinha deles, ajuda com dúvidas. Já na aula on-line o Benício acaba se cansando e ficando entediado, e assim, acaba perdendo o interesse", afirma a mãe.

"Eu preciso ficar com ele durante as aulas, mas tento fazer com que ele se sinta à vontade e que goste desse tipo de aula. E ele gosta, porém, em alguns momentos acaba ficando sem vontade e reclama de saudades de ir pra escola".

Sara não pensa apenas no filho, ela lembra que existem crianças que não têm condições de acessar uma boa internet, ou ainda, ter um computador. "Essas outras crianças acabam ficando para trás e isso é muito triste. Entendo que nesse momento é o único método possível, mas eu não gosto. As crianças não aprendem da mesma forma que na aula presencial", conclui a mãe.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado